Aulas Mind & Body

Posted in Fitness

Todas diferentes, todas iguais

Tai Chi, Chi Kung, Yoga, Pilates, Body Balance, ChiBall... As opções Aulas Mind & Body são muitas. E este artigo tem como objetivo uni-las em vez de separar. A Personal Trainer e instrutora de Mind&Body, Linda Lundgren, mostra-nos que variar o treino e aprender com as várias modalidades é benéfico, motivador e melhora a performance.

yoga dynamique

Aprender não ocupa lugar

Quem costuma treinar Pilates pode aprender a criar mais fluidez e a sentir com maior ênfase o trabalho energético nos movimentos se experimentar aulas de Tai Chi. Quem costuma treinar Yoga pode receber dicas posturais muito valiosas para a sua habitual prática, numa aula de Pilates. Dois bons exemplos de como o treino Mind & Body se complementa, destaca Linda Lundgren.
A técnica de fitness reforça ainda que uma mesma modalidade pode ser muito diferente. “Existem muitas escolas de Pilates, Yoga, Tai Chi, Chi Kung. Recomendo por isso experimentar varios estilos para que as pessoas possam escolher o ideal para si. E também aconselho a fazer uma mesma modalidade com vários instrutores. Aprendemos sempre algo de novo com um novo instrutor”.
Modalidades Mind&Body: O que as une?
A importância da respiração une todas as modalidades de Mind & Body. A concentração e o treino de estar presente física, mental e espiritualmente são outros fatores em comum. Tal como a consciência postural e a importância dada ao ‘escutar o corpo’, refere a instrutora do Holmes Place.
Modalidades Mind & Body: O que as separa?
A História, responde Linda. Cada modalidade Mind&Body tem as suas origens, evolução e filosofias distintas.

O Yoga constitui uma das maravilhosas dádivas da Índia para a humanidade. O yoga acredita que o exercício é essencial para a aceleração da eliminação de toxinas e para manter a circulação sanguínea e todos os processos internos em suave funcionamento. Através da prática de um sistema de exercícios denominado asanas desfia-se o corpo. E existem diferentes técnicas de respiração, que juntamente com os exercícios, acalmam a mente. A unir estes dois aspectos encontramos a filosofia do yoga, mais atual do que nunca: convida a Humanidade a refletir a sua forma de pensar e a afastar-se da violência e da desonestidade.

O Chi Kung resulta de milhares de anos de experiência dos chineses no uso da energia para tratar doenças, promover a saúde e longevidade, melhorar as habilidades de luta, expandir a mente, alcançar diferentes níveis de consciência e desenvolver a espiritualidade. Importa definir o conceito de Chi Kung: a expressão Chi pode traduzir-se como Energia e o termo Kung, como trabalho ou cultivo. O Chi Kung pode assim ser definido como o trabalho da energia, ou seja, o cultivar da energia em geral do Ser Humano, nas vertentes física, emocional, mental e espiritual, visando a manutenção ou o restabelecimento do equilíbrio do Todo que cada indivíduo é. Baseado na Medicina Tradicional Chinesa, esta modalidade usa movimentos, posições, respiração e concentração para estimular a energia vital.
O Tai Chi é uma arte marcial chinesa praticada atualmente em todo o mundo. Esta arte marcial é reconhecida também como uma forma de meditação em movimento. Apreciada no Ocidente, especialmente pela sua relação com a meditação e com a promoção da saúde, é tida como uma referência no que respeita à busca de tranquilidade e equilíbrio. Os criadores do Tai Chi basearam a sua arte na observação da Natureza e dos animais.
O Body Balance é o treino de Tai Chi, Yoga e Pilates que aumenta a flexibilidade e a força. Através de movimentos e posturas cuidosamente estruturadas em sintonia com a música, este treino holístico contagia o aluno com uma sensação de calma e bem-estar.

Baseado na Medicina Tradicional Chinesa, o ChiBall é um trabalho energético que recorre às técnicas de Tai Chi, Chi Kung, Yoga, Pilates, Feldenkrais e Meditação, e conta com uma bola, disponível em diferentes cores e aromas, para ajuda a focar, a sentir a energia e a criar instabilidade. Este equipamento é ainda usado para automassagem e para libertar tensão muscular. ChiBall é um metodo holístico e a aula muda energeticamente com as estações do ano.

Joseph Pilates nasceu em Dusseldorf (Alemanha), em 1880, e sofreu várias doenças na infância. Interessado em superar as suas limitações físicas, interessou-se muito cedo pelo desporto e pela investigação sobre o corpo humano. A combinação de vários desportos, estudos e filosofias orientais levou-o então à criação do seu método. O aluno é ensinado a encontrar e a perceber como funciona o seu corpo numa postura correta, trabalhando e fortalecendo os grupos musculares mais fracos, e sem sobrecarregar outras áreas. A amplitude articular é trabalhada e a coluna vertebral é mobilizada em todos os seus segmentos de forma harmoniosa.

Aulas Mind & Body: Para quem?

yoga stretch & mind
Para todos, responde Linda Lundgren. Respiração, postura, flexibilidade, equilibrio, concentração, escutar o corpo e calmar a sistema nervoso são objetivos de alta importância para a saúde.
E quem não pode/deve fazer? Contraindicações?
Apesar de não haver contraindicação à partida, Linda Lundgren alerta que é necessário informar o instrutor sobre eventuais problemas de saúde e limitações. Depois, pode ser uma questão de ajustar a modalidade a cada caso, uma vez que cada disciplina tem opções básicas e avançadas. Muitas vezes, defende a instrutora de Mind&Body, é melhor é escolher a opção mais básica e focar-se na qualidade da postura, da respiração e da fluidez. Devagar se chega ao longe...


Concentração não é sinónimo de tédio

Linda Lundgren explica que uma coisa é sentir prazer durante a prática – o que é fundamental! -, nunca devemos sentirmo-nos como se estivéssemos em guerra com o próprio corpo. Linda diz que é preciso criar “o caminho sem resistência”, um lema das filosofias orientais... “Por vezes, vejo as pessoas com um ar demasiado sério a fazer Mind & Body… Obviamente que temos de estar concentrados, mas também temos de tentar soltar o corpo e sorrir”.
Linda defende que o praticante deve focar-se em sentir que é agradavel fazer os exercícios em vez de focar-se nas limitações e na rigidez da coluna ou nas dores nos ombros, etc. A Personal Trainer revela que a estratégia passa por “escutar o corpo” para aumentar a consciência corporal, aprender e respeitar as limitações, sendo que “depois é importante focar no que se pretende atingir. “Os pensamentos são essenciais para atingir os resultados físicos”, sublinha. Eis alguns bons pensamentos durante a prática Mind&Body: “Que bom fazer este movimento/Sinto o braço mais solto/Sinto a minha respiração cada vez mais profunda/ Sinto-me cada vez mais leve…”.

Aulas Mind & Body na gravidez: útil?

Muito útil! Ajuda a prevenir dores das costas, a fortalecer os músculos do pavimento pélvico, trabalha outros músculos importantes para o trabalho de parto. Estas modalidades ensinam ainda a mulher a escutar o seu corpo, acalmando-as e motivando-as para viverem esta fase da vida com naturalidade. É porém muito importante partilhar o facto da gravidez com o instrutor, para que este possa ajudar, dar opções específicas para a gravidez e ajudar, assim, a tirar o melhor partido das aulas. Linda Lundgren recorda ainda que o treino de Mind & Body tem também muitos benefícios no pós-parto.

Exercícios

Yoga
  1. Sente-se com as pernas esticadas para frente e com a coluna bem longa e bem alinhada.
  2. Assente o pé esquerdo no tapete do lado exterior da barriga da perna direita. Inspire e estica o braço direito bem alto.
  3. Para entrar na postura completa, expire e baixe o braço, junte o braço com o lado exterior da perna esquerda. Leve o braço contra a perna e alongue a coluna, rode o tronco, a cabeça e os olhos para a esquerda. A respiração lenta e suave pelo abdómen. Sustenha durante 1 minuto e depois, devagar, solte primeiro a cabeça, depois a coluna e repita do outro lado.

Benefícios: Favorece a flexibilidade da coluna, ajuda a estimular o sistema gastrointestinal, melhora o funcionamento do intestino grosso.

Pilates
  1. Deite-se de costas com os joelhos fletidos e os pé afastados à largura das ancas e bem assentes no tapete. A coluna longa na posição neutra, a cabeça bem alinhada, o peito e as costas bem “abertas” e os braços e os ombros descontraidos.
  2. Ative o centro do corpo através de uma ligeira contração pélvica, inspirando.
  3. Expirando, faz a báscula da bacia e, lentamente, começa a subir a coluna, vértebra por vértebra, alongando bem a coluna. Sinta a cabeça deslizar ligeiramente para trás.
  4. Inspire em cima, sinta duas energias opostas a alongar a coluna. A sensação é os joelhos para a frente,os ombros descontraídos e a nuca longa. Os joelhos, ancas e os ombros ficam numa linha.
  5. Expire lentamente e volte para baixo, vértebra por vértebra, com a sensação de que a zona lombar ficou mais “aberta”.

Benefícios: Favorece a mobilidade da coluna, estimula a energia renal, estabiliza o pelvis

Tai Chi / Chi Kung
  1. Em pé, com os pés afastados à largura dos ombros. O peso bem no meio dos pés e as pernas ligeiramente fletidas. A coluna longa, os ombros e os braços descontraídos. Olhe para a frente e sinta o peso do corpo. Imagine que os pés são raízes e procure a sensação de crescer para baixo e para cima. Sinta duas energias opostas. Respire lentamente com o abdómen descontraído.
  2. Inspire e flutue o braço direito com a palma da mão virada para cima e, em simultâneo, vire a palma da mão esquerda para baixo. Os braços ligeiramente fletidos durante o exercício. Faça uma pequena rotação dos braços. Pressione os pés contra o chão e sinta “abrir” bem por dentro no corpo (coluna, pescoço, pernas, braços)

Benefícios: Estimula o aparelho digestivo, equilibra as energias Yin/Yang, favorece a mobilidade dos ombros

Body Balance
  1. Na posição warrior 2, incline o tronco para trás em direção à perna posterior. A mão encontra a barriga da perna; o outro braço esticado para cima com a palma da mão virada para o rosto.
  2. A mão na barriga da perna tem pouco peso, sinta que a força e a estabilidade vem do centro do corpo em vez de empurrar a perna...

Beneficios: Melhora a mobilidade na zona das costelas, desenvolve autoconfiança, força e estabilidade nas pernas, estimula a energia do fígado/vesícula.

ChiBall
  1. Os pés à largura dos ombros e o peso bem no meio dos pés. Imagine os pés como se fosse raízes para se sentir sólido(a) e enraizado(a). A coluna longa e a respiração lenta e profunda.
  2. Levante a bola com as duas mãos até o peito.
  3. Levante um cotovelo para cima e o outro para baixo. Os ombros descontraídos longe das orelhas.
  4. Transfira o peso entre as pernas, empurrando a bola lado/lado com um cotovelo para cima e outro para baixo. Solte as costelas e a zona dorsal.

Beneficios: Mobilidade das costelas e da zona dorsal, flexibildade das ancas e da pélvis, estimulação da energia do fígado/vesícula.


Gostou? Partilhe a sua opinião aqui.

Posted in Fitness