Dia Mundial da Criança: atividades no ginásio

Posted in Fitness

Segundo a UNICEF, o direito à sobrevivência e ao desenvolvimento pleno (físico e mental) é um dos pilares fundamentais dos direitos das crianças. Sendo a prática de atividade física e desportiva crucial para o desenvolvimento motor e pela manutenção/promoção da saúde e de um estilo de vida saudável, o acesso a esta prática torna-se igualmente um direito da criança.

De acordo com orientações internacionais uma criança/jovem deverá ter uma prática de atividade fisica diária superior a 60 minutos, com uma intensidade moderada a vigorosa para garantir um crescimento e desenvolvimento saudáveis. No entanto, possivelmente devido à crescente evolução tecnológica, exigência académica e falta de tempo dos pais, as crianças estão cada vez mais longe de cumprir estas recomendações.

Como aumentar o tempo de atividade física do seu filho?

Deverá promover atividades em família sempre que possível (caminhadas, jogar à bola, andar de bicicleta,...). No entanto, e porque as atividades em família se cingem normalmente ao fim de semana, os espaços desportivos formais, entre eles os ginásios, podem ser uma opção segura e eficaz para fazer face ao crescente sedentarismo, prevenindo diversas morbilidades (excesso de peso, hipertensão, hipercolesterolemia,...), cada vez mais disseminadas entre os jovens .

Pelo facto de existirem condições específicas e condicionalismos inerentes ao desenvolvimento fisiológico das crianças/jovens e períodos sensíveis para a aquisição das diversas habilidades motoras e aptidões físicas este artigo pretende aconselhar sobre a prática de atividade física extra-curricular por escalão etário e num contexto de ginásio.

Atividades para crianças dos 1-6 anos

Inscreva o seu filho na adaptação ao meio aquático/natação. A natação é importante para um adequado desenvolvimento muscular e cardiovascular em qualquer idade. Para que o seu filho possa usufruir ao máximo dos benefícios desta atividade sugerimos uma frequência de 2-3x /semana. Nestas idades, esta aprendizagem poderá ter uma vantagem adicional na segurança do seu filho, uma vez que está associada a uma redução de 88% no risco de morte por afogamento.

Atividades para crianças dos 6-12 anos

A natação continua a ser uma atividade adequada a este, e qualquer outro, escalão etário. No entanto, e se o seu filho já praticou ou pratica natação, deve agora fomentar atividades mais gerais que promovam diferentes habilidades motoras (como saltar, correr, manusear bolas,...). Além do mais, este representa um período sensivel para o fortalecimento ósseo, pelo que atividades que suportem o peso corporal (o que não acontece na natação) serão mais aconselháveis. Esta poderá ser uma boa altura para inscrever o seu filho num desporto coletivo (futebol, andebol,...), ou na dança, ténis...

Os ginásios têm, neste sentido, vindo a criar aulas em grupo, adaptadas a este escalão etário, com vista a um adequado desenvolvimento das crianças. Desta forma poderá diversificar as atividades do seu filho, aproveitando o tempo e as mesmas instalações para fazer exercício. Procure aulas “Kids” no ginásio (ex. Fit Kids by Holmes Place ou Zumba® kids).

Atividades para adolescentes (≥13 anos)

No que diz respeito aos adolescentes, estes não estão condicionados à prática de qualquer atividade física ou desportiva (caso não exista nenhuma condição clínica que possa ser prejudicada pela atividade em questão). As diversas habilidades motoras já devem estar adquiridas a esta altura, por isso nestas idades o mais importante é o jovem praticar uma modalidade/atividade que realmente goste.

No ginásio, o jovem poderá manter-se nas atividades “kids” se assim o desejar e se for adequado, ou se pretender, transitar para um treino geral na sala de exercício. No último caso, a base do treino diário deverá ser cardiovascular (passadeira rolante, bicicleta, eliptica, remo,...) com uma duração de aproximadamente 60 min e uma intensidade moderada a vigorosa. Recomenda-se a inclusão de exercícios de força 3x/semana, preferencialmente em dias não consequtivos (8-12 exercícicios incluindo os principais grupos musculares; 1-4 series/exercício; 8-15 repetições submáximas/série) (2, 7, 8).

“A palavra progresso não terá qualquer sentido enquanto houver crianças infelizes.” (Albert Einstein)

António Silva
Fisiologista Exercício, MSc
Consulta Externa Obesidade Pediátrica,
Hospital de Santa Maria, Lisboa
Investigador Centro Académico de Medicina de Lisboa
Personal Trainer
Holmes Place Dolce Vita Tejo
Referências Bibliográficas:
1.UNICEF. http://www.unicef.pt/artigo.php?mid=18101111 [
2.Behm DG, Faigenbaum AD, Falk B, Klentrou P. Canadian Society for Exercise Physiology position paper: resistance training in children and adolescents. Appl Physiol Nutr Metab. 2008;33(3):547-61.
3.Sallis JF. Epidemiology of physical activity and fitness in children and adolescents. Crit Rev Food Sci Nutr. 1993;33(4-5):403-8.
4.Sardinha LB, Baptista F, Ekelund U. Objectively measured physical activity and bone strength in 9-year-old boys and girls. Pediatrics. 2008;122(3):e728-36.
5.Brenner RA, Taneja GS, Haynie DL, Trumble AC, Qian C, Klinger RM, et al. Association between swimming lessons and drowning in childhood: a case-control study. Arch Pediatr Adolesc Med. 2009;163(3):203-10.
6.MacKelvie KJ, Khan KM, McKay HA. Is there a critical period for bone response to weight-bearing exercise in children and adolescents? a systematic review. Br J Sports Med. 2002;36(4):250-7; discussion 7.
7.Faigenbaum AD, Kraemer WJ, Blimkie CJ, Jeffreys I, Micheli LJ, Nitka M, et al. Youth resistance training: updated position statement paper from the national strength and conditioning association. J Strength Cond Res. 2009;23(5 Suppl):S60-79.
8.ACSM. ACSM's Guidelines for Exercise Testing and Prescription. Ninth ed: Lippincott Williams & Wilkins; 2013.

Gostou deste artigo? Deixe-nos o seu comentário.

Partilhe com os seus amigos!

Posted in Fitness