O exercício físico ajuda a digestão?

Posted in Fitness

Tem sido provado que a atividade física regular tem um efeito protetor principalmente em doenças como cancro do cólon, diverticulite (inflamação do intestino) e obstipação intestinal, a conhecida prisão de ventre. Mesmo quando já instaladas estas doenças podem ser significativamente melhoradas com o exercício.

A prática regular de atividade física promove um aumento do metabolismo inclusive da digestão, por isso o esvaziamento gástrico, ou seja, a passagem dos alimentos para fora do estomago, também prossegue de forma mais eficiente. Durante a atividade física ocorre ainda a libertação de diversas hormonas que estimulam os movimentos intestinais, acelerando-se por isso o processo de condução do bolo alimentar pelo intestino e posterior evacuação. O fortalecimento da musculatura - sobretudo abdominal - também aumenta com o exercício, favorecendo os movimentos intestinais que auxiliam o processo digestivo e reduzindo igualmente os problemas de flatulência. A existência de gases ocorre porque os alimentos digeridos fermentam quando absorvidos pelas bactérias da flora intestinal, tendência que está relacionada com a baixa capacidade de digerir determinados alimentos mas pode ser melhorada com a atividade física.

Os efeitos positivos do exercício sobre a digestão também estão associados ao controlo do stress. O sistema gastrointestinal é extremamente sensível à ansiedade, raiva e depressão; quando está sob stress os músculos do abdómen contraem-se causando espasmos dolorosos, contribuindo para um amplo leque de doenças gastrointestinais. O exercício é sem dúvida uma das formas mais eficazes de combater o stress.
Se precisava de mais um motivo para praticar exercício, coloque mais estas vantagens na sua lista! A prática de exercício promove de facto uma digestão mais agradável, fácil e regular.


Ana Marta Mendes

Posted in Fitness