Porque é tão difícil ter uma barriga das pernas bonita?

Posted in Fitness

É verdade que o treino físico tem uma função determinante nas questões estéticas e/ou na moldagem do corpo e, treinando adequadamente, com consistência no tempo e com uma alimentação e descanso ajustados, os resultados são visíveis após algumas semanas. Não é menos verdade que a genética possui um papel determinante ditando até onde o nosso esforço surte o efeito desejado. Não é ao acaso que por vezes escutamos alguém comentar as nossas frases e, em consequência de as interpretarem erradamente, por vezes observarmos os membros inferiores de alguém em desequilíbrio estético; disparidade entre, por exemplo, a musculatura da coxa e a das pernas.

Na realidade quando alguém utiliza a designação “Gémeos” está-se a referir à Barriga das pernas ou, mais concretamente, à parte do membro inferior que fica logo abaixo do joelho.
De uma forma simplificada, a nível anatómico podemos dizer que a barriguinha das pernas é constituída por um conjunto muscular designado como TRICÍPETE SURAL, sendo este constituído por duas porções mais palpáveis, o GASTROCNÉMIO e o SÓLEO, uma imediatamente em cima da outra. Além do Tricípete Sural, e fazendo ainda parte da musculatura superficial da barriga das pernas, temos o músculo PLANTAR. Ambos convergem para um tendão único, o TENDÃO DO CALCÂNEO ou TENDÃO DE AQUILES.

Muito embora o seu treino específico seja desconsiderado por muitos, os Gémeos têm uma importância determinante na locomoção, desde o simples andar à corrida e em atividades que exijam mudanças de nível ou saltos. Daí a importância de um trabalho adequado ao nível do trabalho muscular (reforço e alongamento).

Mas para quem a Anatomia e Ciências afins pouca importância revestem e é na estética que está toda a atenção para o Verão, por acreditarmos que os menos abençoados pela genética podem melhorar a sua forma com a sua própria determinação, deixamos alguns exercícios que podem ajudar.

Fernando Calhau

Posted in Fitness