Fisioterapia na Prevenção de Quedas nos Idosos

Publicado em Fitness, Saúde and tagged lesão, fisioterapia, exercício, quedas

Exercício de Reforço | Quedas | Holmes Place

As quedas tornaram-se num dos maiores problemas de saúde pública em idosos. Saiba como a fisioterapia pode ajudar.

Em Portugal, consideram-se pessoas idosas indivíduos com 65 anos ou mais, idade a que está associada a idade da reforma.


Define-se o envelhecimento, não como um estado, mas como um processo de degradação progressiva que afeta todos os seres vivos. O envelhecimento varia de pessoa para pessoa, no qual se regista alterações a vários níveis:


  • Músculo-esquelético - diminuição da força muscular, sobretudo nos membros inferiores, diminuição da flexibilidade muscular, aparecimento de artroses e alterações posturais;
  • Cárdio-respiratório – diminuição da tolerância ao esforço;
  • Neurológico – aparecimento de patologias neurológicas, reflexos mais lentos;
  • Vestibular – perturbação no equilíbrio e risco de VPPB (Vertigem Paroxistica Postural Benigna);
  • Visual – diminuição da acuidade visual, da capacidade de perseguição ocular de alvos que se desloquem a velocidades uniformes, incapacidade de adaptação ao escuro;
  • Propriocetivo – alterações na sensibilidade vibratória, diminuição da sensibilidade da planta do pé, diminuição da capacidade de detetar a mobilização passiva e aumento do tempo de resposta dos músculos;
  • Cognitivas – alteração da coordenação motora (que obriga a movimentos mais lentos) e de concentração, que se traduzem na dificuldade em realizar simultaneamente duas ou mais tarefas (por exemplo conversar e caminhar).


Exercício de Reforço | Quedas | Holmes Place


Atualmente, as quedas tornaram-se num dos maiores problemas de saúde pública em idosos. Perante a conjugação de todas estas alterações decorrentes do envelhecimento, a probalilidade da ocorrência de uma queda é praticamente inevitável no idoso.


As quedas são uma das causas predominantes de morbilidade e mortalidade do idoso.

Em 2008, segundo dados do relatório de Acidentes Domésticos e de Lazer – Informação Adequada (ADELIA), refere que 15% dos acidentes em Portugal ocorreram em pessoas com 65 anos ou mais, sendo a população mais afetada do sexo feminino.


A grande maioria dos acidentes ocorrem em casa, sendo o principal mecanismo de lesão a queda. A faixa etária dos 65 – 74 anos apresenta uma percentagem de queda de 87,1%, sendo que acima dos 75 anos verifica-se um valor de 92,3%.


Relativamente às quedas no idoso, temos que ter especial atenção aos diversos fatores que influenciam tais incidentes no indivíduo.


Fatores de risco intrínsecos:

  • Historial passado de ocorrência de quedas
  • Idade avançada
  • Sexo feminino
  • Uso de medicamentos
  • Alterações na condição clínica
  • Distúrbios da marcha e equilíbrio
  • Sedentarismo
  • Estado psicológico
  • Deficiência nutricional
  • Declínio cognitivo
  • Deficiência visual
  • Deficiência auditiva
  • Doenças do foro ortopédico
  • Estado funcional.


Fatores de risco extrínsecos

  • Iluminação inadequada
  • Tapetes soltos ou com dobras
  • Superfícies escorregadias
  • Degraus estreitos ou altos
  • Ausência de corrimãos em corredores e casas de banho
  • Prateleiras demasiado altas ou demasiado baixas
  • Vestuário e sapatos inadequados
  • Obstáculos no caminho, como móveis baixos, fios, pequenos objetos.
  • Ortóteses inadequadas
  • Via pública em mau estado de conservação


Intervenção da Fisioterapia

Antes de se iniciar um programa de prevenção de quedas, o indivíduo terá que realizar uma avaliação por parte do Fisioterapeuta, que inclui a identificação dos factores extrínsecos de risco de queda, como a descrição e frequência das quedas e “quase-quedas” que possa ter sofrido.


Posteriormente teremos um exame objectivo, que irá permitir identificar os fatores intrínsecos, para os quais será orientada a intervenção.


Os objetivos de intervenção são definidos a curto, médio e longo prazo, desempenhando o indivíduo e respetiva família, um papel ativo. O principal objetivo do programa de prevenção é evitar as quedas e, para que tal aconteça, temos que:


  • Desenvolver e aperfeiçoar as estratégias de equilíbrio mais adequadas e eficazes;
  • Aumentar os limites de estabilidade e força;
  • Reduzir ou, se possível, eliminar o medo de cair;
  • Incentivar a atividade e o dia a dia habitual;
  • Aperfeiçoar a segurança, autonomia e independência do idoso e, deste modo, melhorar a sua qualidade de vida;
  • Aumentar a segurança no lar.


Exercício de Reforço | Quedas | Holmes Place


Para mais informações, entre em contacto com um dos nossos fisioterapeutas presentes no Homes Place.


Marina Jorge

Fisioterapeuta Holmes Place Dolce Vita Tejo

Publicado em Fitness, Saúde and tagged lesão, fisioterapia, exercício, quedas.