Suplementos de cálcio: benefícios a partir dos 50 anos

Publicado em Nutrição

Será que os suplementos de cálcio têm benefícios para a saúde?

Sendo o cálcio um nutriente necessário em funções biológicas essenciais como a contração muscular, coagulação sanguínea, transmissão do impulso nervoso ou sináptico ou o basilar suporte estrutural do esqueleto, a necessidade da adequação da sua ingestão tem despertado a atenção de inúmeras pesquisas.

Neste seguimento muitos estudos têm demonstrado que o adequado consumo de cálcio pode ter papel relevante na prevenção de doenças como a osteoporose, hipertensão arterial, ou a obesidade.

cálcio casal

Este ponderar de necessidades, leva muitas pessoas, especialmente com idade superior a 50 anos a considerar a sua suplementação.

Quando falamos em suplementação, a quantidade de cálcio do suplemento deve depender da quantidade de cálcio que obtemos a partir dos alimentos. Devemos assim obter de forma preferencial de fonte alimentar a quantidade diária recomendada de cálcio e complementar apenas se necessário ou mediante necessidade de equilibrar algum tipo de carência.
Na verdade, não haverá nenhum benefício adicional em consumir mais cálcio do que aquele que necessitamos por meio de suplementos, podendo até trazer alguns riscos.

Os suplementos de cálcio em pessoas saudáveis, tornou-se cada vez mais popular, especialmente entre mulheres mais velhas, na esperança de que funcione como prevenção da osteoporose.

cálcio ossos

De facto, se a evidência de que o cálcio pode ajudar a manter a saúde dos ossos e prevenir a osteoporose é mais clara, a evidência sobre o papel da suplementação de cálcio enfraqueceu com pesquisas publicadas nos últimos anos. Em 2012 a análise dos dados NHANES aponta que uma alta ingestão de cálcio para além da ingestão diária recomendada, tipicamente através de suplementação, não forneceu nenhum benefício na densidade mineral óssea vertebral lombar em adultos mais velhos e um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition aponta que suplementos de cálcio não reduzem as taxas de fraturas em mulheres mais velhas.
De facto, apesar de existirem mecanismos biologicamente plausíveis, estudos recentes não conseguiram demonstrar os efeitos de suplementos de cálcio na redução do risco de fratura.

Os efeitos potenciais do aporte de cálcio insuficiente ou excessivo sobre as doenças cardiovasculares recebe também crescente atenção.

A manutenção de ossos saudáveis depende igualmente do papel da vitamina D na regulação do metabolismo do cálcio, existindo também outros minerais - além do cálcio - envolvidos no apoio à saúde do osso.

cálcio

Assim, na preocupação com a manutenção de ossos saudáveis, o melhor é garantir a ingestão adequada de cálcio por meio de uma dieta alimentar diversificada e completa, fazendo suplementação apenas de forma supervisionada e ajustada por um profissional, especialmente se tem mais de 50 anos.

Referências Bibliográficas:
http://press.endocrine.org/doi/abs/10.1210/jc.2012-1407
http://heart.bmj.com/content/98/12/920.full
http://europepmc.org/abstract/MED/22283597
http://europepmc.org/abstract/MED/19178652
http://europepmc.org/abstract/MED/24084054
http://europepmc.org/abstract/MED/22549199
Elisabete Luís
Nutricionista Holmes Place Braga

Gostou deste artigo? Deixe-nos o seu comentário.

Partilhe com os seus amigos!


Publicado em Nutrição