GeneticFitness - Conheça o segredo dos seus genes!

Publicado em Bem-Estar, Fitness and tagged fitness, genes, geneticfitness, treino

Mulher a sorrir a ouvir música | GeneticFitness | Holmes Place

Já se perguntou qual será o plano de treino mais rápido e eficaz para si? O GeneticFitness é um programa inovador, exclusivo no Holmes Place em Portugal, personalizado de acordo com o seu perfil genético.

Existem diversas razões possíveis que levam um praticante de desporto a não conseguir ver os resultados pretendidos. Essas razões podem ser a dieta, o plano de treino e os tipos de exercício realizados ou o horário do treino. Mas a genética também é um fator importante.


Existem genes com uma associação, cientificamente comprovada, ao ganho de massa muscular, resistência cardiovascular e necessidade de recuperação, entre outros.

Antes de entender como o nosso ADN afeta a aptidão física, vejamos algumas informações mais gerais:


Os genes são unidades de ADN, responsáveis por transportar informações genéticas de uma geração para outra. Isto significa que nós herdamos os nossos genes da nossa mãe e pai (e eles também herdam dos seus pais e assim por diante) e a informação armazenada nos nossos genes é o que nos faz sermos indivíduos únicos.


É no ADN que é armazenada toda a informação genética de um organismo. O ADN fornece as instruções necessárias para transformar um embrião de uma única célula em 100 trilhões de células adultas (que é a quantidade de células no nosso corpo). 99,9% de todo o nosso material genético é idêntico nos seres humanos, sendo este facto o que nos identifica como uma espécie. O 0,1% do nosso material genético diferente de pessoa para pessoa é o que torna cada pessoa única (responsável pelas diferenças na cor de cabelo e dos olhos, altura, taxa metabólica e também das nossas necessidades nutricionais).


A genética e o seu papel no exercício físico:

Não perca tempo a perguntar se uma certa característica atlética é determinada pela "natureza ou pela educação". A resposta é ambas.


Os cientistas costumam olhar para este assunto de forma diferente: tentam quantificar quanto da diferença entre um individuo e outras pessoas é responsabilidade dos seus genes. Essa é a ideia por detrás do conceito chamado hereditariedade.


As estimativas de herdabilidade são sempre difíceis, porque dependem da população em estudo. Para dar um exemplo: ao estudar a resistência cardiorespiratória em pessoas sedentárias, a diferença entre elas baseia-se principalmente no seu ADN. Mas, ao incluir atletas na população em estudo, o cenário muda: agora uma parte importante da diferença encontrada pode ser atribuída ao efeito do treino, e em consequência, os genes terão um impacto menos importante.


Assim, determinados traços como, por exemplo, a força muscular são determinados pelo código genético, contudo, poderão ainda estar sujeitos a mudanças ao longo da vida por estímulos contínuos externos.


Ao conhecer o nosso código genético leva-nos a entender como pessoas diferentes podem responder de forma otimizada a diferentes treinos e estímulos. Esta abordagem permite um plano realmente personalizado de treino e o fim da abordagem “one size fits all.”


O programa GeneticFitness permite a prescrição de exercício garantindo maiores resultados em menos tempo.

Como este programa se baseia em dados científicos com ligação comprovada do nosso corpo a diferentes exercícios e estímulos, pode ser encontrado o plano de treino mais adequado, respeitando as necessidades e capacidades de cada organismo individual, diminuindo o risco de lesões e aumentando a motivação para a prática de exercício físico.


THORDIS BERGER

CMO - Chief Medical Officer Holmes Place Portugal



GeneticFitness | Genes | Fitness | Holmes Place

Publicado em Bem-Estar, Fitness and tagged fitness, genes, geneticfitness, treino.